Amanda Gondin

Amanda Gondin

12102 | PDT

Uberlândia/MG

Amanda Gondim

Principais pautas: Feminismos, LGBTQIAP+ e pessoas com deficiência

Amanda Gondim é advogada popular, feminista, lésbica, ativista em coletivos e articulações nacionais do movimento LGBTQIAP+ e de mulheres feministas com deficiência.

A busca por justiça e igualdade para todas e todos vai permitir que se concretize uma alternativa política jovem, viável e participativa que Amanda Gondim representa para Uberlândia. É necessário ocupar a câmara com pessoas que tenham boas ideias para avançarmos enquanto sociedade.

campanhalgbtqiap+@gmail.com

LAURA DIAS | Teresina – PI

LAURA DIAS | Teresina – PI

50444 | PSOL

Teresina|PI

Luara Dias

Principais pautas: LGBTQIA+, Mulheres, Crianças e Adolescentes e Proteção aos animais

Assistente Social, pesquisadora e mestranda em Políticas Públicas pela UFPI, idealizadora e militante da Coletiva Lésbica Piauiense, militante do PSOL-PI, participante da Frente Popular de mulheres contra o Feminicídio.

campanhalgbtqiap+@gmail.com

MANDATO PROGRESSISTA | São Paulo – SP

MANDATO PROGRESSISTA | São Paulo – SP

12012 | PDT

São Paulo/SP

MANDATO PROGRESSISTA

Principais pautas: Promoção da Igualdade Racial, Prevenção e Combate ao Racismo, Saúde da População Negra, Políticas Urbanas e Moradia, Juventude Negra, Direito à Cidade, Cultura, Justiça Ambiental, Segurança Pública, Mulheres e a Cidade, Educação Pública, Trabalho e Renda, Economia Solidária, LGBTQIA+, Saúde Pública, Meio Ambiente, Migrantes e Refugiados, Causa Animal.

O Mandato Progressista é uma candidatura coletiva ao legislativo paulistano. Uma Frente Ampla e pluripartidária, formada por ativistas da sociedade civil e especialistas, que tem como objetivo a análise e controle social de políticas públicas, de modo a apontar desvios ou falhas em sua aplicação.

Nosso time de covereadores é formado por filiadas e filiados do PDT, PSB, PV, Rede Sustentabilidade e PSOL, além de ativistas da sociedade civil, que possuem o compromisso de trazer para o centro do debate questões relacionadas à sustentabilidade, mulheres, população negra, indígenas, comunidade LGBTQIA+, pessoas com deficiência e demais grupos marginalizados e em situação de vulnerabilidade.

campanhalgbtqiap+@gmail.com

Ângela Lopes Bancada Mulheres Visíveis

Ângela Lopes Bancada Mulheres Visíveis

50999 | PSOL

são carlos/sp

sara bononi bancada mulheres visíveis

Principais áreas de atuação: Cultura, LGBTQIAP+, Direitos Humanos

ANGELA LOPES. Travesti. Transfeminista. Moradora da periferia. Ex-gestora de Políticas para a Diversidade Sexual e de Gênero da Prefeitura Municipal de São Carlos-SP. Defensora dos direitos da população LGBTQI+. Foi uma das articuladoras da campanha nacional Sou Trans e Quero Dignidade e Respeito. Autora do Programa de Inclusão e Diversidade no Espaço Corporativo. Membra da Comissao de Diversidade Sexual e de Gênero da OAB São Carlos. Estudou direito, e está em uma candidatura coletiva, a Bancada Mulheres Visíveis, com Sara Bononi e Cláudia Alves.

Duda Salabert | Belo Horizonte – MG

Duda Salabert | Belo Horizonte – MG

12000 | PDT

BELO HORIZONTE/MG

DUDA SALABERT

Principais áreas de atuação: LGBTQIAP+, direitos humanos e dos animais

Duda Salabert é professora de literatura, vegana, mãe e foi primeira mulher trans candidata ao Senado e ativista na luta pelos direitos humanos e dos animais. Também é idealizadora e presidenta da ONG Transvest, que oferece cursinhos pré vestibulares para pessoas trans, além de ter uma longa trajetória em defesa da pauta LGBTQIAP+.

campanhalgbtqiap+@gmail.com

Monica Benício | Rio de Janeiro – RJ

Monica Benício | Rio de Janeiro – RJ

50333 | PSOL

Rio de Janeiro/RJ

Mônica Benício

Principais áreas de atuação: Direitos Humanos, LGBTI+, Direito à cidade

Monica Benicio, 34 anos, é ativista de direitos humanos e militante LGBTI+. Arquiteta urbanista formada pela PUC-Rio, onde também se tornou Mestre em arquitetura na área de “Violência e Direito a Cidade”. Nascida e criada na favela da Maré no Rio de Janeiro. 

Desde a execução de sua companheira Marielle Franco, em 14 de março de 2018, Monica tem se dedicado na luta por justiça para este crime bárbaro e se tornou referência internacional em defesa dos direitos humanos.

campanhalgbtqiap+@gmail.com